Beatificação da Irmã Dulce

Irmã Dulce, nascida em 1914, pertencia à Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus e morreu em 1992. Dom Geraldo Majella, bispo emérito da Arquidiocese de São Salvador, foi o representante de Bento XVI nas celebrações que aconteceram no Parque de Exposições e contou com a presença de dom Angelo Amato, Prefeito da Congregação para a Causa dos Santos.

Em entrevista à Rádio Vaticano, Dom Amato disse que “Irmã Dulce é conhecida no Brasil pela imensurável caridade com os pobres e necessitados. É a Madre Teresa do Brasil. Consagrou-se ao Senhor e passou a se dedicar ao apostolado social nos bairros pobres de Salvador. Promoveu, a partir de 1935, várias iniciativas para a formação dos pobres e pelo inserimento deles no mercado de trabalho. Em 1939, por exemplo, inaugurou o colégio Santo Antonio para os filhos dos trabalhadores”.

“Sem esquecer-se dos doentes, ela criou diversas organizações humanitárias, entre as quais um hospital para os mais pobres da cidade. Foi uma verdadeira mãe dos sofredores. Morreu em 13 de março de 1992 com ares de santidade. As suas virtudes foram declaradas heróicas através do decreto de 3 de abril de 2009”, afirmou o prelado à RV.

Dom Amato destacou ainda o trabalho voltado às classes operárias realizado pela Irmã Dulce, conhecida como o “Anjo bom do Brasil”, desde muito cedo.
“Veja que aos 22 anos a nova Beata fundou o primeiro movimento cristão operário de Salvador, a União Operária São Francisco e o Círculo Operário da Bahia, cuja finalidade era difundir as cooperativas, a promoção cultural e social dos operários e a defesa dos seus direitos. Notável a fama de santa e benfeitora dos pobres, o Beato João Paulo II quis visitá-la por duas vezes. Quando da sua morte, o Cardeal da Bahia disse que ‘com a morte de Irmã Dulce a cidade estava mais pobre e provava uma espécie de abandono, porque era a melhor, a mais santa e a mais representativa de todos nós”, afirmou.

A partir do dia 22 de maio, Irmã Dulce será conhecida como Bem-Aventurada Dulce dos Pobres. A cerimônia de beatificação da religiosa acontecerá no Parque de Exposições, em Salvador, e a expectativa é que o público atinja a marca de 60 mil pessoas.

A arquidiocese de Salvador informa que no dia 21 de maio, véspera da celebração principal, será realizada, às 16h, uma Missa no Santuário de Irmã Dulce – igreja da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, no Largo de Roma. Depois, os participantes celebram a vigília, que se estenderá até a manhã do dia seguinte.

Para mais informações:

http://www.arquidiocesesalvador.org.br/destaque/preparativos-para-a-beatificacao-de-irma-dulce/

fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=21789

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s